Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

Menos cidadania, se faz favor

Isto hoje está animado. Dois temas no mesmo dia.

É que hoje apareceu uma notícia sobre um abaixo-assinado que junta quase 100 personalidades, entre elas Cavaco Silva e Passos Coelho, pelo direito à objecção de consciência de pais que não queiram filhos nas aulas de Educação para a Cidadania e o Desenvolvimento.

Sempre pensei que a sociedade queria que existisse mais Cidadania informada, mas afinal parece que não. Há 100 personalidades que dizem "Menos cidadania, se faz favor". É estranho, mas estamos em 2020, já pouco me espanta.

Apesar de achar esquisita esta ideia, devo dizer que me sinto tentado a ser a favor deste direito à objecção de consciência. Era desde logo um bom ponto de partido para identificar pais que são umas bestas e que querem que os seus filhos vão pelo mesmo caminho.

Ser cidadão e saber dos seus direitos e deveres não deveria ser uma questão de política de direita ou de esquerda, mas se o medo que está por detrás deste abaixo-assinado está relacionado com a introdução de ideologia política na cabeça das crianças, então não nos fiquemos só pelas aulas de Educação para a Cidadania e o Desenvolvimento. Desde já proponho que o direito à objecção de consciência deve ser alargada às restantes disciplinas. Quem me diz que o professor de História no decorrer do seu ensino não enche a cabeça dos meus filhos com determinada ideologia? Ou o de Português? Ou o de Filosofia? Direito a objecção de consciência já!

Pensem que se calhar o grande problema não é o que ensinam às crianças na escola, mas sim o que não ensinam em casa.

Lixar o Tuga - A continuação

Resumindo a conversa do Passos Coelho (retirado do Diário Económico):
Privado
  • Aumento da Taxa Social Única (TSU) paga pelos trabalhadores do sector privado de 11% para 18%. O que equivale a menos um salário anualmente.
  • Redução da contribuição das empresas para a Segurança Social de 23,75% para 18%. Uma folga financeira para as empresas que o Governo espera que contribua para a criação de emprego e estímulo à economia. 
Público
  • O Governo vai manter corte de um dos subsídios. E vai repor o outro distribuindo-o por 12 meses de salários, montante sob o qual é aplicado o aumento da TSU em 7 pontos percentuais (também para 18%). Na prática continuam a receber menos dois salários anuais. 

Pensionistas
  • Mantém-se o corte dos dois subsídios de Natal e Férias, para os reformados do sector público e privado, enquanto vigorar o Programa de Assistência Económica e Financeira.
IRS 
  • Será criado um crédito fiscal (devolução) em sede de IRS para proteger os trabalhadores com rendimentos mais baixos do agravamento da TSU para 18%.
E pronto... lá vamos nós de corte em corte a caminho da miséria total.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub