Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

Nota pedagógica

Não sei se é por ainda não terem chegado ao fim do livro, mas parece que agora todas as semanas ressurge a polémica d'Os Maias serem uma obra racista.

Entretanto vou ficar também à espera da nota pedagógica a dizer que sexo entre irmãos não é para fazer. É que sem uma nota dessas para que a questão incestual não seja ignorada, as pessoas lêem o livro e não sabem. Isto ainda alguém fica com ideias.

Há que definir bem quais são os limites em que sexo entre familiares é permitido ou aceitável e colocar isso numa nota pedagógica.

Dito isto, se formos a ver bem, "notas pedagógicas" é praticamente todo o plano curricular de Português desde o 5º até ao 12º ano. Ler, interpretar e discutir textos.

Um dia é da caça, outro é do exterminador

Apesar de não ser uma actividade que me fascine, acho que a caça, em certas situações, com regras, pode ser praticada. Afinal, sou um urso e os ursos também caçam para comer.

Dito isto, imaginem ser retardado o suficiente para ter orgulho em caçar 540 javalis e veados numa propriedade privada e fechada, juntamente com outros 15 gajos com armas. O orgulho que é participar num massacre e tirar fotos todos contentes a mostrar esse mesmo massacre. Realmente é de encher o peito da coragem e perícia que foram necessárias para realizar tal ato.

Diferenças escabrosas à parte, é o mesmo que eu vir todo pimpão gabar-me de ter terminado uma maratona em primeiro lugar e com um recorde mundial tendo feito a prova de carro, enquanto todos os outros vinham a correr.

Este massacre dos javalis e veados na Azambuja foi tão mau que até os caçadores normais olham para aquilo e dizem "Epá, realmente, isto de matar animais assim não se faz." Isto foi tão terrível que não me admiro nada que os próximos livros do José Rodrigues dos Santos venham a chamar-se "O Manuscrito da Azambuja" e "O Mágico da Quinta da Torre Bela".

A carta de condolências

O Eduardo Cabrita demorou 9 meses para escrever uma carta de condolências à viúva de Ihor Homeniúk. No mesmo tempo, o José Rodrigues dos Santos faz quatro livros e vai a meio do quinto.

Aqui o Urso Tobias, com os seus contactos super-especiais, teve acesso à carta que o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, enviou à viúva do ucraniano morto pelo SEF:

Останні дев'ять місяців я був зайнятий боротьбою за права людини. Я перепрошую за цю дрібницю, що сталася, і бажаю тобі дуже веселого Різдва без твого чоловіка.

Sim, vão ter de ir ao Google Translator para perceberem a piada. Humor inteligente. Ou não. Simplesmente é uma coisa parva traduzida para ucraniano, mas é a maneira de eu sentir-me bem comigo próprio ao dar a entender que é inteligente.

O Urso Tobias queria ver a Lua de perto

O Urso Tobias queria ver a Lua de perto

Recomendação de prenda de Natal para quem tem crianças pequenas: O Urso Tobias queria ver a Lua de perto. Textos de Filipa Pimenta e Ivone Patrão, ilustrações de Mónica Catalá.

Um livro baseado em factos reais da minha infância,  que irá ajudar as crianças a valorizar a superação de desafios e a acreditar nas suas capacidades.

Nem sei como conseguiram descobrir estas histórias sem sequer me consultarem. Estão mais bem informadas que o Daniel Oliveira no Alta Definição. Só fiquei triste por não me terem representado na cor original. Não se pode ter tudo.

Ah e não fiquem a pensar que vou ganhar dinheiro com isto, porque não irei receber qualquer compensação monetária pela venda do livro. Não por minha vontade, mas pronto, é o que temos.

Acho que esta é a minha primeira recomendação... Porra, até me sinto um influencer... Que nojo. Vou agora tomar um banho para ver se esta sujidade sai de mim.

De Auschwitz até ao Barreiro

Já repararam a quantidade de livros que têm Auschwitz no título? É absurda.

Eu acho que se devia aproveitar e fazer versões desses livros, mas com Barreiro no título. Aposto que, pelo menos, seriam muito mais divertidos de ler.

Aqui ficam algumas das minhas sugestões dessas adaptações, com as respectivas sinopses:

O Mágico do Barreiro - O Mágico do Barreiro revela-nos a vida do Grande Nivaldo, o emigrante cabo-verdiano que de segunda a sexta trabalha na construção civil e nos fins de semana espalha magia pelos relvados dos distritais da Associação de Futebol de Setúbal.

O Tatuador do Barreiro - Esta é a história assombrosa de um tatuador e da mulher que conquistou o seu coração, um dos episódios mais extraordinários e inesquecíveis do Barreiro. Em 1999, Luís abre um estúdio de tatuagens no Barreiro, o seu grande sonho de criança. Um dia, à espera pela sua vez de ser tatuada, aterrorizada e a tremer por ser a sua primeira tatuagem, encontra-se Guida. Para Luís, um sedutor, foi amor à primeira vista. Ele está determinado não só a lutar por este amor como a fazer o melhor 'tramp stamp' de sempre no fundo das costas desta jovem.

O Carteiro do Barreiro - O Carteiro do Barreiro é a história verdadeira de um adolescente a quem tentaram roubar a vida e os sonhos. Apanhado no turbilhão do Barreiro, este jovem sobreviveu a uma sequência de dramas tão angustiantes que se torna difícil aceitá-los como factos reais. Nada disto o impediu de seguir o seu grande sonho, ser carteiro dos CTT.

As Irmãs do Barreiro - A história assustadora sobre duas irmãs que vivem no Barreiro com temperamentos e atitudes bem diferentes uma da outra: Carla e Helena. Carla é amargurada, mas pragmática. Sua irmã mais nova, Helena, é a filha favorita, a mais bonita, e, possivelmente, com sérios distúrbios comportamentais. Seus três últimos namorados aparecem mortos. As duas irmãs desempenham papeis inusitados nessa trama de suspense e relações emocionais complexas.

333 A História Extraordinária das Jovens do Primeiro Transporte para o Barreiro - As aventuras de um grupo de amigas do Barreiro que vão passar uma sexta-feira à noite a Lisboa e retornam Sábado de manhã no primeiro horário do 333 dos TST de volta a casa.

A Bailarina do Barreiro - Ana é uma jovem quer ser bailarina clássica, mas é pressionada para seguir hip-hop. Esta é a sua luta para cumprir o seu sonho na dança.

O Fotógrafo do Barreiro - Tomás tem uma vida dupla. De dia fotografa casamentos e baptizados, mas durante a noite é o grande campeão das corridas na ponte Vasco da Gama.

Os Bebés do Barreiro - Nascidos Para Sobreviver - Histórias de bebés nascidos na maternidade do Centro Hospitalar Barreiro Montijo.

Barreiro, um Dia de Cada Vez - Um relato histórico sobre a vida dos trabalhadores da CUF no ano de 1974.

Os Que Desapareceram no Barreiro - Quando Miguel era criança, costumava ouvir histórias acerca dos tios-avós: um deles era relojoeiro e o outro era dentista. Um dia foram ao Barreiro, dizia o pai de Miguel, mas depois nunca mais ninguém teve notícias deles.

O Rapaz que Seguiu o Pai para o Barreiro - Quando Gustavo recebeu ordem de transferência para o Barreiro, Francisco viu-se perante um dilema: deixar o pai ir sozinho ou ir com ele... A inspiradora luta de um pai e um filho para permanecerem juntos e sobreviverem ao Barreiro. Uma história real verdadeiramente emocionante.

As Gémeas do Barreiro - Relato na primeira pessoa das gémeas mais conhecidas do Barreiro, Marlene e Vanessa. É um "As Cinquenta Sombras de Grey" se fosse bom, com gémeas e no Barreiro.

O Bebé do Barreiro - Em 2012, Eva embarca num comboio com destino ao Barreiro. Apesar das condições hediondas, ela só pensa em reencontrar o marido, Miguel, enviado para aquele concelho seis meses antes. Quando chega ao destino, a dura realidade do concelho abate-se sobre ela obrigando-a a prostituir-se. Eva encontra apenas algum consolo na amizade que faz com Sofia, sua companheira de quarto. Quando Eva descobre que está grávida uma grande questão se coloca "Quem será o pai?".

Encontrar o Amor no Barreiro - Madalena é da Quinta da Marinha. António é do bairro Quinta da Mina. Mundos diferentes. Um amor que começa quando ficam retidos no terminal do Barreiro durante um plenário dos trabalhadores da Soflusa. Será que o amor prevalecerá face às pressões deste dois mundos?

A Bibliotecária Do Barreiro - A história de uma mulher que passa os dias enfiados numa biblioteca no Barreiro, sozinha, sem nunca aparecer alguém para consultar os livros. Até ao dia em que Tomás aparece e tudo muda.

O Farmacêutico do Barreiro - Senhor Fernando, farmacêutico, interage todos os dias com a comunidade idosa do Barreiro que vai aviar as receitas na sua farmácia. Este é um apanhado das situações mais divertidas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub