Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

O melhor 2020 de sempre

Este ano está prestes a findar e, contra a opinião generalizada, tenho a dizer que foi o melhor 2020 de sempre. Eu sei que é uma opinião controversa, mas, apesar da grande pandemia mundial que nos afectou a todos durante este ano, os vídeos do TikTok, ainda assim considero que ficou ligeiramente acima do 2020 a.C..

Em primeiro lugar, porque não era vivo nessa altura. Qualquer ano em que não esteja vivo parece-me claramente inferior aos que esteja vivo. A não ser que venha a sofrer de um qualquer problema que me deixe de tal forma a sofrer que preferisse não estar vivo. Nesse caso então, trocaria.

Em segundo, se fosse vivo, tendo em conta a História, o mais provável era estar na merda e próximo do meu fim de vida, já que a esperança média de vida naquela altura era menor do que a de um pangolim na China. Mal por mal, mais vale estar na merda agora, dentro de casa, no quentinho, a comer bolos.

O caminho faz-se calcetando

tino_presidente.jpg

O grande Vitorino Silva aka Tino de Rans conseguiu os seus debates com os restantes candidatos no Porto Canal e acaba agora de conseguir que a RTP se mostrasse disponível para alargar a sua grelha de debates televisivos de forma a inclui-lo também. Esta, mais do que uma vitória de Tino de Rans, é a verdadeira vitória da democracia e do povo Português que se uniu em torno desta candidatura.

Agora Tino, não nos deixes ficar mal, porque como o também grande Jesus Cristo dizia: «Com grande poder vem grande responsabilidade». Mostra-lhes quem és e que tens uma candidatura séria. Diferente, mas séria. Sem medos. O caminho faz-se calcetando.

GNR v PSP: O Entregar da Vacina

gnr vs psp.JPG

Bem me parecia que este processo da vacinação contra a COVID-19 estava a correr demasiado bem para ser verdade. Ainda bem que a PSP e a GNR decidiram desentender-se quanto ao transporte das vacinas em Évora para dar mais sentido à coisa. Estamos em Portugal, não era suposto estar a decorrer sem nenhuma parvoíce.

Então, a GNR fazia a escolta da carrinha que transportava as vacinas desde Coimbra, mas a PSP decidiu surpreender e bloquear a carrinha das entregas após a entrega da primeira remessa no hospital de Évora.

O processo deve ter sido mais ou menos o seguinte:

GNR: Porque é que estão a bloquear-nos a saída?

PSP: Agora levamos nós a vacina.

GNR: Eu é que levo a vacina! Já a trouxe até aqui, posso continuar a levá-la.

PSP: Não, eu é que levo a vacina! Já a trouxeste até aqui, agora levo-a eu.

GNR: Não, não. Disseram-me que era eu que a levava, por isso tira a carrinha aí da frente.

PSP: Nem penses. Já tiveste a oportunidade para aparecer na televisão a entregar a vacina, agora é a nossa vez.

GNR: Porra! Deixa de ser criança.

PSP: Quem diz é quem é.

MAI: Pronto meninos, levam os dois a vacina. Raio dos miúdos só me fazem passar vergonhas.

SEF: Então e eu?

Nós pensamos que temos na GNR e na PSP duas forças de segurança competentes e sérias que defendem os interesses do País, mas afinal parecem dois irmãos às turras. Neste caso, a PSP é aquele filho que faz birra no supermercado com toda a gente ver, porque os pais deram um presente ao outro irmão.

Esta altura do ano é propícia a filmes. Ainda a semana passada tive a oportunidade de ver o filme "Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça". É um filme bom, mas este do "GNR v PSP: O Entregar da Vacina" é bem melhor.

Começou a vacinação!

5G.jpg

Há cerca de um mês escrevi que a próxima teoria da conspiração que iria aparecer quando as vacinas contra a COVID-19 estivessem disponíveis seria que os políticos e profissionais de saúde que as tomassem na realidade não estariam a tomar a vacina, mas a fingir que a tomavam.

Entretanto hoje começou a campanha de vacinação em Portugal e, menos de três horas após o seu início, já li que a seringa era falsa e que a agulha recolhia. Estes conspiracionistas são tão previsíveis.

Acaba por ser curioso que o pessoal que dizia para não termos medo de um vírus são os mesmos que agora dizem para termos medo de uma vacina. Estão ali ansiosos para que apareça o primeiro vacinado a ter uma complicação qualquer. Ou então, se for passando o tempo e não for aparecendo, é porque estão a esconder a informação. Ganham sempre.

Meus caros amigos conspiracionistas, negacionistas e afins, não desesperem mais, posso dizer-vos com certezas absolutas que já há um caso de alguém que tomou a vacina e quando andou para trás começou a fazer "pi pi pi pi" como os veículos pesados e outro que começou a apanhar os canais da televisão por cabo pelo 5G, incluindo os canais codificados por um período de 15 dias. Sei de fonte segura, foi um amigo de uma vizinha da prima do irmão do meu pai que ouviu quando passava à porta do Hospital de São João. Podem agora espalhar por aí essa informação.

Portugal Com Tino

Tino de Rans

Ontem, Vitorino Silva, mais conhecido como Tino de Rans, apresentou nove mil assinaturas para formalizar a candidatura às eleições Presidenciais.

Agora quero ver a comunicação social, em particular as televisões, convidarem o nosso grande Tino para também ter direito às suas entrevistas e aos seus debates. Numas eleições para o cargo de Presidente da República não faz sentido haver candidatos de primeira e candidatos de segunda, todos devem ter direito às mesmas oportunidades de falarem e aparesentarem as suas ideias.

Se praticamente todos os candidatos falam como se estivessem a concorrer para um outro qualquer cargo que não o de Presidente da República, Tino de Rans tem igualmente o direito de dizer o que bem entender.

Apesar de não ter sido num canal generalista, a TVI24 já lhe deu um pouco de palco ontem à noite. Infelizmente, foi ao mesmo tempo que o jogo do Benfica com o Porto. Fiquei bastante arrependido de ter perdido o meu tempo a ver o Benfica quando podia ter visto o Tino em directo. No entanto, pelo que já estive a ver, ao menos mostrou-lhes como era. De todas as entrevistas de candidatos até ao momento, foi provavelmente a melhor conduzida e a mais interessante.

Esta campanha tem de ser construída assim, pedra a pedra, como uma calçada. Sem medos. Por um Portugal com Tino!

Um dia é da caça, outro é do exterminador

Apesar de não ser uma actividade que me fascine, acho que a caça, em certas situações, com regras, pode ser praticada. Afinal, sou um urso e os ursos também caçam para comer.

Dito isto, imaginem ser retardado o suficiente para ter orgulho em caçar 540 javalis e veados numa propriedade privada e fechada, juntamente com outros 15 gajos com armas. O orgulho que é participar num massacre e tirar fotos todos contentes a mostrar esse mesmo massacre. Realmente é de encher o peito da coragem e perícia que foram necessárias para realizar tal ato.

Diferenças escabrosas à parte, é o mesmo que eu vir todo pimpão gabar-me de ter terminado uma maratona em primeiro lugar e com um recorde mundial tendo feito a prova de carro, enquanto todos os outros vinham a correr.

Este massacre dos javalis e veados na Azambuja foi tão mau que até os caçadores normais olham para aquilo e dizem "Epá, realmente, isto de matar animais assim não se faz." Isto foi tão terrível que não me admiro nada que os próximos livros do José Rodrigues dos Santos venham a chamar-se "O Manuscrito da Azambuja" e "O Mágico da Quinta da Torre Bela".

Quem quer uma ex-namorada maluca?

Rita Pereira

Ui, receber mensagens como se fosse a ex-namorada. Quem é que no seu perfeito juízo quer isso? Andar a receber mensagens de uma ex-namorada maluca, sem sequer ter a parte positiva de namorar com a Rita Pereira?

Pior ainda. Com o histórico de ex-namorados da Rita Pereira, isto é quase como o The Ring. Só que neste caso, em vez de sair a Samara pela televisão, após os 13 dias a receber mensagens, aparece-te a Rita Pereira enquanto conduzes e morres num acidente de viação. Medo, muito medo.

No entanto, se isto do Amor de Quarentena com a Rita Pereira é mau, ter o Ricardo Pereira ou o Reynaldo Gianecchini como ex-namorados que continuam a enviar mensagens também não me parece nada animador. Já todos vimos este tipo de histórias demasiadas vezes para saber como costumam acabar.

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub