Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

Alguém Pode Explicar?

Alguém consegue explicar a estúpida moda do piercing no canto inferior direito ou esquerdo (pode variar) da boca?
Algo que já é suficientemente idiota nas raparigas torna níveis bastante elevados de atraso mental quando são indivíduos do sexo masculino (supostamente) a utilizarem.
Qual será a próxima tendência para os nossos brainless teenagers seguirem?


ATENÇÃO!
A imagem que se segue não é aconselhável a pessoas sensíveis.













Mastodon + Tool @ Pavilhão Atlântico (5-11-2006)

Passado pouco mais de cinco meses desde a sua ida ao Super Bock Super Rock, os Tool voltaram a apresentar-se em Portugal, desta vez no Pavilhão Atlântico e com Mastodon como banda de abertura.

Com o atraso da abertura das portas acumulando com uma segurança (demasiado) apertada, muitas das pessoas não puderam assistir na totalidade a actuação dos Mastodon. Essas pessoas perderam parte de um concerto poderoso, apesar de com alguns problemas de som tão normais no Pavilhão Atlântico (a acústica é péssima). A banda de Atlanta apresentou-se durante cerca de 40 minutos a bom nível, dando a conhecer ao público português algumas das músicas do seu recente trabalho "Blood Mountain". Faltou apenas terem tocado algumas das músicas mais emblemáticas da banda, tais como "Blood and Thunder" ou "March Of The Fire Ants". Espera-se que venham a Portugal novamente para um concerto "só seu", onde possam potenciar ainda mais todo o seu valor.
Finalizada a actuação dos Mastodon a habitual espera para a troca de bandas.

Passavam alguns minutos das 22:00h quando entraram os Tool em palco. Comandados por Maynard (apresentou-se com uma máscara de gás na qual o microfone estava perfeitamente integrado) cada elemento ocupou o seu lugar como se de um posicionamento militar se trata-se. Cada elemento sabe o seu papel na banda e potencia-se ao máximo o seu valor dentro dela. Fazendo uma comutação entre músicas do último álbum 10000 Days e os anteriores, assim se foi desenrolando o concerto. No encore, o quarteto decidiu juntar-se e ficar sentado à frente do palco, interagindo um pouco com o público presente.
Como é hábito nos concertos da banda, a componente visual e estética está muito presente. Com o auxílio a quatro ecrãs e de lasers entrou-se num mundo de ficção científica, onde a realidade se cruzou com a imaginação, algo verdadeiramente digno de admiração.
Num concerto de Tool espera-se uma actuação espectacular, tanto a nível musical como a nível visual e isso foi oferecido. Dado a proximidade temporal entre este concerto e o dado no Super Bock Super Rock esperariam-se algumas diferenças na setlist. Tal não aconteceu e ficou um certo sabor amargo de que algo poderia ter sido diferente.
Finalizado o concerto ficou a promessa de uma nova vinda a Portugal, desta vez no próximo Verão.

Setlist de Tool:
Stinkfist
The Pot
Forty Six & 2
Jambi
Schism
Lost Keys (intro)
Rosetta Stoned
Sober
Lateralus
Vicarious
Ænema

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub