Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

Urso Tobias

Tobias, or not Tobias, that is the question. Divagações de um urso.

O Vírus Influencer


Na passada Quinta-feira a SIC, no Jornal da Noite, transmitiu uma reportagem chamada "#O Conteúdo Somos Nós" sobre alguns influencers digitais (Rui Marques, Mariana Seara Cardoso, Bárbara Corby, Ana Garcia Martins e Fernanda Velez) e na comercialização da sua imagem.

Desde logo achei estranho o título, «#O Conteúdo Somos Nós». Na realidade, não são propriamente. Para quem faz conteúdo nas redes sociais, única e exclusivamente por uma parolice narcisística benigna, isso é verdade. Quem tem marcas por detrás a pagar, o conteúdo já não são bem eles. São simplemente um meio para atingir os seus seguidores, mais um veículo de transmissão de publicidade de marcas.

Se a reportagem queria chamar a atenção para as ideias pré-concebidas que grande parte das pessoas tem sobre os influencers digitais, acho que cumpriu bem essa função. Tirando o Rui Marques e, em parte, a Ana Garcia Martins, também é verdade que todas as outras puseram-se ali bem a jeito, apresentando bem os estereótipos dos influencers. Assim até é fácil bater.

Ficámos a saber que a maneira mais simples de ter seguidores, ser um grande influencer e consequentemente ter bastantes patrocínios, é meter os filhos a render. Tirei notas, vou pensar nisso. Talvez até leve um passo mais à frente e abra uma agência de adopção de crianças para influencers. É um dois em um.

Se antigamente os miúdos, assim que tinham força para pegar numa enxada, lá iam para o campo trabalhar, hoje em dia começam ainda mais cedo. Ainda estão dentro da barriga da mãe e já estão a trabalhar para a casa. É um outro tipo de enxada.

Na reportagem, os influencers também tiveram azar, porque foram logo meter lá uns psicólogos e investigadores a dar opinião sobre que a utilização das crianças neste "negócio" pode não ser muito positiva para as crianças. É jogo sujo vir com ciência quando se está a falar de ganhar dinheiro a vender a imagem dos filhos.

Ainda por cima, os mesmos psicólogos, disseram que os influencers são uns narcisistas. Olha, por esta não estava nada à espera... Pessoas que vendem o "Eu", a imagem e a ilusão de que os outros podem ser igualmente bons se forem o mais parecido possível com o "Eu". Nunca pensei que fossem narcisistas.

A parte final da reportagem da SIC com a Bárbara Corby (que não fazia a mínima ideia quem era e continuo sem saber muito bem) foi a minha favorita. Quando é feita a pergunta chave de toda aquela reportagem:

Jornalista: E se o seu filho disser "Mãe, eu não queria ter estado nas redes sociais desde pequenino"?

Bárbara Corby: Eu vou dizer "Meu filho, lembraste daquela escola que tu andaste e gostaste muito e foste bem educado, as viagens que fizeste, o conforto que tiveste, tudo isto foi pago com o trabalho da mãe, portanto...".

Se fosse preciso um resumo rápido do que é ser narcisista, aqui está. O filho acaba por ser apenas mais um acessório para ganhar dinheiro. Caiu na esparrela da pergunta.

Muitas pessoas gostam de dizer mal dos influencers digitais, por acharem quem são supérfluos e vivem das aparências. É possível que muitos o sejam e também tenho um pouco esse preconceito relativamente a eles, mas ao mesmo tempo admiro-os bastante. Sem qualquer ironia. Quem consegue ganhar a vida, porque, de alguma forma, influenciou outros a seguir as suas palavras/acções merece todo o meu reconhecimento.

Não deve ser nada fácil, partir do nada e conseguir criar a sua própria Igreja Universal do Influencer Digital. Se a Maria Influencer disse que determinada coisa é boa, então é porque é mesmo boa. E ai da invejosa que diga o contrário, leva logo com a tropa de seguidoras em cima que se lixa.

Se vocês estivessem na rua e uma pessoa qualquer dissesse que deviam comprar determinada coisa, vocês diriam para essa pessoa meter-se na sua vida. Mas quando é um influencer parece que há um chamamento mágico. Alguém que consegue criar este tipo de reacções simplesmente por colocar vídeos ou fotos na Internet é algo admirável e digno de reconhecimento.

#AeroportoInternacionalÉderzitoLopes

image[1].aspx

Faz hoje 4 anos que o maior feito da história recente internacional de Portugal foi alcançado. Faz hoje 4 anos que foi o Éder que os f****.

Sinto que falhámos a Éder. Éder sempre foi o patinho feio da selecção nacional e teve aquele momento único em que se tornou num magnífico cisne. Éder conseguiu assim entrar na História de Portugal a pontapé. Éder colocou Portugal na História do futebol. Mas, nós portugueses, falhámos a Éder.

Onde está uma rua com o nome de Éder? Onde está uma estátua a imortalizar o pontapé que humilhou os franceses na sua própria casa? Onde está o feriado dedicado a São Éderzito? Onde? Falhámos a Éder enquanto Nação.

Portanto, face a esta enorme falha, só resta a todos portugueses juntarem-se e fazerem força para que o novo aeroporto de Lisboa seja nomeado em sua honra: Aeroporto Internacional Éderzito Lopes. Querem provar que Portugal não é racista? Esta é a oportunidade. Espalhem pelas redes sociais a hashtag #AeroportoInternacionalÉderzitoLopes. Vamos fazer justiça pelo nosso herói.

O Algarve fica-te bem

1920x1080a.jpg

O Turismo do Algarve lançou nos últimos dias um vídeo para promover o Algarve para as férias de Verão. Também vemos o Governo e, em particular, Marcelo Rebelo de Sousa a fazer de tudo para que Portugal fique bem visto e deixe de constar nas listas negras de alguns países europeus devido à COVID-19. Entretanto, ao mesmo tempo, temos uma enchente de jovens holandeses amontoados em Albufeira, sem quaisquer protecções.

Eu compreendo que os miúdos holandeses venham fazer as suas viagens de finalistas para cá. Quando temos um marketing tão poderoso como o realizado pelo ex-ministro das Finanças holandês, Jeroen Dijsselbloem, torna tudo mais fácil. Quem não quereria vir viver o sonho português e gastar tudo em copos e mulheres? É o sítio perfeito para viagens de finalistas.

Se a ideia é mesmo virmos a receber os turistas dos outros países, parece-me que o Turismo de Portugal e, mais em particular, o Turismo do Algarve, deveriam fazer uma nova campanha. Algo como:

Venham para cá, mas não façam o que costumam fazer todos os anos.

É que toda a gente sabe que os turistas vão passar férias para o Algarve para ficarem o mais possível em casa, deitarem-se cedo e não beber quaisquer bebidas alcoólicas. Talvez o Turismo do Algarve consiga atrair um turismo mais sénior, que às 22h já esteja na cama.

Toureio televisivo

touradas.JPG

Defensores das touradas, digo desde que já não sou apoiante da vossa causa, mas, se querem ser levados minimamente a sério, evitem ao máximo ter o Miguel Sousa Tavares a defender as touradas.

Eu estive a ver o debate sobre o financiamento público à tauromaquia entre a deputada do PAN Inês Sousa Real e o Miguel Sousa Tavares na TVI e tê-lo a falar é o melhor argumento anti-touradas possível. Quem é que no seu perfeito juízo compara uma tourada a uma galinha picar um pintainho? Ou a periquitos presos na gaiola?

O argumento também de que se acabarem as touradas deixam de existir touros de lide é lindo. Portanto, ora toca a criar touros de lide exclusivamente para serem mortos em touradas. Boa lógica Miguel, vamos manter uma espécie só para a podermos matar. Faz sentido...

O PAN é um partido excelente para se poder bater, porque tem ali por detrás alguns ideais meio radicais, mas vir com argumentos destes para cima de um tema em concreto é surreal. É que a deputada do PAN nem sequer foi totalmente aniquiladora no seu desempenho argumentativo. Teve ali várias lacunas. Mas ter um interlocutor a debitar vários argumentos trogloditas facilita muito o trabalho.

É caso para dizer que o Miguel Sousa Tavares já estava com tantas saudades de touradas que até se prestou a ser toureado em pleno horário nobre da televisão nacional. E as bandarilhas foi ele que as espetou nele próprio. Olé!

Instagram e nudez

Ontem li um artigo que dizia que os algoritmos de pesquisa preferiam Instagram e nudez.

Fiquei então a saber que os algoritmos de pesquisa e eu partilhamos gostos em comum. Mas também não é de estranhar, tendo em conta que os algoritmos são desenhados por programadores, gente que gosta dos simples prazeres da vida: fotos e vídeos de mamas e rabos.

Temos sorte é que, devido a este nível elevado de trolhice, aquele medo de vir a ser aniquilados por robots com superinteligência artificial deixa de fazer sentido. O que acabará por acontecer é os robots ficarem simplesmente a procurar por imagens de máquinas descascadas, a apreciar belos chassis ou ver vídeos de parafusos e porcas a enroscar e desenroscar. E com isto a Humanidade está salva.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D